Seus olhos…

Fico pensando no quanto me perco no negro infinito dos seus olhos.

Não tenho qualquer certeza de onde me levarão e se quero seguir, mas estou indo…

Prefiro me perder e saber que cheguei em algum lugar, do que ficar parada vendo os outros seguirem.

E não é isso que devemos, precisamos e fazemos? Seguir… seguimos como um rio para o mar, para além do que uma gota pode imaginar.

Somos talvez talhados e nascidos para isso: seguir. Andar na busca de horizontes mais belos, desafiadores, misteriosos…

Há no sangue uma informação de milênios, eras e vidas sobre seguir. No nosso talvez tenha um pouco mais!

Percebi que não tenho medo de seguir e descobrir o que esses seus olhos negros podem me mostrar, me propor.

Assim, continuamos o que muitos antes de nós já fizeram. Seguiram, se perderam e reencontraram!!!

O fio que me liga aos seus belos olhos é como a linha da estrada, em frente, em frente… sempre!

Muito a descobrir, muito a ver e sentir. Seja bem vindo à minha estrada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s